sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Ramos-Horta, Prémio Nobel da Paz, história da independência de Timor Leste

Ramos HortaA história de Timor Leste, com certeza que no a estória (foi um erro de aluna, desculpe) (ainda por cima, há algumas palavras sem o acento apropriado, tem problemas com o computador)
José Ramos Horta, nascido em Díli (Timor Leste), de pai português e mãe timorense, atingiu o reconhecimento universal com o Prémio Nobel da Paz em 1996.
Cidadão português de adopcão, distinguido com o máximo reconheçimiento português: a Ordem da Liberdade, em 1998, é um exemplo de abnegação pelo povo timorense.
Timor Leste foi colónia portuguesa até 1975, em Abril em Portugal aconteceu a Revolução dos Cravos, e em Agosto desse mesmo ano Timor Leste atingiu a sua independênçia. Nessa altura, Indonésia invadiu-o. José Ramos-Horta, primeiramente jornalista e depois político activista, lutou pela autodeterminação do seu país durante vinte e sete anos e para promover a paz e o fim da violência. Os maiores sucessos dele são a criação dum tribunal militar para julgar os criminais de guerra em Timor. Últimamente José Ramos Horta era apontado pela imprensa portuguesa como um dos sucessores de Kofi Annan no cargo de secretário-geral da ONU.

2 comentários:

Departamento Português disse...

Cá está a fotografia, como te disse. Obrigado por teres participado (e, claro, por escrever sobre este homem tão interessante).
Chema DG

Departamento Português disse...

Obrigada pela participação. E como sou chata e teimosa, volto a pedir que se identifique. É importante a autoria num blogue colectivo :)

Susana