sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Ramos-Horta, Prémio Nobel da Paz, história da independência de Timor Leste

Ramos HortaA história de Timor Leste, com certeza que no a estória (foi um erro de aluna, desculpe) (ainda por cima, há algumas palavras sem o acento apropriado, tem problemas com o computador)
José Ramos Horta, nascido em Díli (Timor Leste), de pai português e mãe timorense, atingiu o reconhecimento universal com o Prémio Nobel da Paz em 1996.
Cidadão português de adopcão, distinguido com o máximo reconheçimiento português: a Ordem da Liberdade, em 1998, é um exemplo de abnegação pelo povo timorense.
Timor Leste foi colónia portuguesa até 1975, em Abril em Portugal aconteceu a Revolução dos Cravos, e em Agosto desse mesmo ano Timor Leste atingiu a sua independênçia. Nessa altura, Indonésia invadiu-o. José Ramos-Horta, primeiramente jornalista e depois político activista, lutou pela autodeterminação do seu país durante vinte e sete anos e para promover a paz e o fim da violência. Os maiores sucessos dele são a criação dum tribunal militar para julgar os criminais de guerra em Timor. Últimamente José Ramos Horta era apontado pela imprensa portuguesa como um dos sucessores de Kofi Annan no cargo de secretário-geral da ONU.

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Festival de Fotografia de Natureza em Leiria, Portugal

Festival de Fotografia em LeiriaFinalmente, posso partilhar a minha experiença do passado fim de semana em Leiria! o Festival internacional de fotografia de Natureza, organizado pela Fotonaturis, a comunidade portuguesa de fotógrafos de natureza. O fim de semana foi muito interessante, muitas exposiçoes de fotografias (mesmo na rua!) y muitas conferenças e imagens de tudo o mundo. Foi tambem a minha primeira experiença a tentar de falar portugués em Portugal. Nao é tan facil!Festival de Fotografia em Leiria
Aquí ha uns linkes para vocês saber mais. Claro, tambem a un link ao meu blogue de fotografia!
Festival Internacional: http://festival.fotonaturis.org/
O meu blogue: http://rafaruizfoto.blogspot.com

Rafa Ruiz, curso monografico

Dulce Pontes em Caceres

O passado sabado estive em Cáceres e pude ver a Dulce Pontes e Estrella Morente, o concerto me agrado muito, Dulce Pontes tem uma das melhores vozes do mundo.

Juan Luis, 1º NB.

Uma visita a Évora

Templo de Diana, Évora
No fim-de-semana grande de 11 a 13 de Outubro, eu e outros professores da zona de Navalmoral fomos à cidade de Évora. Lá asistimos a um pequeno curso de língua portuguesa organizado pelo Centro de Profesores com interessantes visitas culturais nos arrededores e na própia cidade.


Sem dúvida, um dos sítios mais recordados nesta cidade será a Capela dos Ossos. “Nós ossos que aqui estamos pelos vosso esperamos” é a frase que podes ler quando entras nesta capela da igreja de São Francisco, onde as paredes estão cubertas dos ossos dos frades que moravam em Évora há séculos atrás. Não é uma coisa muito bonita, mas ficamos muito impressionados.

Mas não é só isto porque toda Évora é um monumento: com brancas casas, estreitas e empedradas ruas e numerosas igrejas. Sobre todo, destacam-se a Sé e o templo romano de Diana onde ainda ficam catorze colunas. Também se pode ver um aqueduto e umas muralhas muito bem conservadas.

Foram uns fantásticos dias numa cidade especial. Acho que uma das mais bonitas de Portugal. Não é Lisboa ou Porto, mas tem encanto também. Além foi uma boa oportunidade de treinar o nosso português e conhecer Portugal um pouco melhor.

Bruno Fernández, aluno de 2ºNB

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

VI Mostra Portuguesa

VI Mostra Portuguesa
Nomes de grande vulto da cultura portuguesa invadem, felizmente, as ruas de várias cidades espanholas. Músicos como Júlio Pereira ou Mísia, artistas plásticos como Helena Almeida, poetas como Gastão Cruz, filmes (curtas e longa-metragens) ou uma homenagem a Manoel de Oliveira, são alguns exemplos do que poderemos encontrar entre hoje, 27 de Outubro, e o dia 1 de Dezembro.
Em Mérida, e no Palácio de Congressos, poderemos assistir à exposição "21 proyectos del siglo 21. Reflejos de la arquitectura portuguesa en la década actual" (de 9 a 25 de Outubro). A não perder.

Programa completo

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Fado Toninho

Deolinda - Fado Toninho
Propus à turma de 1º NA um exercício diferente para treinar a expressão escrita e em concreto a estrutura do texto argumentativo/expositivo. Partindo de uma canção dos Deolinda, deveriam imbuir-se do espírito da protagonista e traçar o plano de ataque ao seu Toninho sob a forma do texto que estávamos a estudar. E qual não foi a minha surpresa quando aceitaram. Aqui vai o resultado, com a permissão das três autoras: Guadalupe, Elena e Isabel.
Toda a gente diz que o Toninho é muito mau e que anda sempre a procurar brigas, mas eu acho que isso é um exagero. Vejam agora como é que pode ser domado o meu rapazinho.
Em primeiro lugar deixo-o gingar de peito feito, arregaçar as mangas e escarrar para o lado. Entretanto preparo-me para a batalha desgrenhando os cabelos e esborratando os lábios.
Neste mesmo momento, ele lança o grito de guerra "Anda lá, ó meu cobardolas" e eu vou e dou-lhe forte e feio: beijinhos na boca e arrepios no peito. Eis a sua perdição!
Ao fim e ao cabo, cão que ladra não morde.
Susana

terça-feira, 21 de outubro de 2008

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Bem-vindos a Portugalite

Que melhor ideia que começar as aulas com novidades? Por isso, neste 2008-2009 estamos a estrear artefactos comunicativos, como é este blogue. Esperamos que este novo espaço, embora virtual, seja um cantinho onde podermos trocar ideias, mensagens, fotografias, experiências, que tiverem relação com Portugal e a língua portuguesa.

É claro que está primordialmente destinado aos alunos e professores da EOI de Navalmoral de la Mata, mas gostaríamos de que gente de aqui e ali viesse amiúde e deixasse a sua colaboração: qualquer pessoa será aqui bem-vinda.

E que não é este blogue? Um espaço para os professores se comunicarem. Não! Os professores, a Susana Abrantes Pereira e o Chema Durán Gómez, não querem fazer sozinhos este Portugalite, tentarão, sim, propor ideias e incentivar a participação. E também não é o clube de fãs do Miguel Esteves Cardoso, que é demasiado conservador para nós. Como somos gente séria (acreditem, acreditem!), não se permitirão comentários insultuosos ou pejorativos. Há quem pense que é censura, nós julgamos que se trata, simplesmente, de bom senso e bom gosto.

A partir de aqui, este blogue é de todos nós. Que seja para bem.